Contratar um bom seguro multiriscos habitação

Vivo descansado na habitação que escolhi para mim e para os meus. Ainda lembro quando a vi pela primeira vez – era a casa dos meus sonhos. Ao prazer de cá morar junta-se a garantia de que se algo correr mal poder contar com o meu seguro de casa.

A sua habitação é um bem durável, mas que se deteriora facilmente. A sua casa sofre com a exposição às causas naturais e sofre também danos de origem humana. A manutenção da sua habitação pode ser cara e poderá não ter disponibilidades financeiras para a realizar quando for necessária.

Um seguro de casa é um seguro de protecção global da habitação nas suas duas vertentes: Edifício e Recheio.
O seguro habitação garante até ao montante dos capitais subscritos, as perdas e danos resultantes de um risco coberto, sofridos pelo Edifício e/ou Recheio, a responsabilidade civil do Segurado e de pessoas do seu agregado familiar, bem como de empregados quando em serviço doméstico.
O seguro diz-se multiriscos também, porque responde ainda no caso de morte do segurado ou cônjuge, quando esta se der em consequência de incêndio, explosão, queda de raio ou acto violento resultante de roubo frustrado ou consumado.

O seguro habitação pode ser contratado nas suas duas componentes, edifício e recheio, ou então apenas numa delas – é o caso de alguém que tem o imóvel segurado pelo condomínio e faz apenas um seguro ao conteúdo da habitação.

O seu seguro habitação pode estar sobrevalorizado e caro demais

A maioria das pessoas paga demais pelo seguro habitação, pois realizaram-no conjuntamente com o crédito habitação no Banco.

Poupe no prémio do seu seguro multiriscos, mas não nas coberturas. Pague menos, ou então pague o mesmo mas com mais coberturas e um capital de recheio mais elevado.

Capitais do seguro da casa

A definição do capital é dos factores mais importantes a ter em conta na subscrição de um seguro habitação.
No caso da modalidade Edifício, deve corresponder ao valor real da reconstrução da habitação, e não ao seu valor de mercado.
Na componente Recheio, o capital seguro deve retratar o valor de substituição em novo dos bens seguros. Deve pensar quanto lhe vai custar a repor e/ou substituir os bens.

Não adianta declarar valores superiores aos indicados, pois em caso de sinistro não será esse o valor a receber.
Se os bens estiverem avaliados no contrato do seguro da casa por um valor inferior ao real, em caso de sinistro, a companhia só responderá pela parte proporcional ao valor seguro.

Legalmente, está estabelecido que no caso do capital seguro ser inferior ao valor de reconstrução (Edifício) ou ao valor de substituição em novo (Recheio), aplica-se o método de proporcionalidade – companhia e segurado respondem pela respectiva proporção nos prejuízos.

Protecção Global e Segurança

As companhias actualizam o capital automaticamente em cada vencimento anual de forma a manter o valor seguro da sua casa sempre actualizado.
Se adquirir novos bens que mexam consideravelmente com o valor do recheio da sua casa, deverá proceder ao aumento do capital seguro na proporção do valor real desses bens.

Muitos dos seguros multiriscos habitação incluem um serviço de assistência ao domicílio.

Article Source

Sobre o autor: Hélio David é gestor de seguros e mantém na web o site SegurosCasaHabitacao.com


Artigos Relacionados com a categoria "Seguros"

Fechar
E-mail It