Proteja-se contra os acidentes pessoais e acidentes de trabalho

A cada hora que passa há 26 acidentes de trabalho em Portugal, isto já para não falar de todos os outros que caem no domínio dos acidentes pessoais. O pior é que estes números devem estar aquém da realidade, pois reflectem apenas os dados que chegaram à Associação Portuguesa de Seguradoras, pelas mãos de de 92 por cento das companhias de seguros associadas.

Em 2009 foram pagos 487 milhões de euros pelas seguradoras, na grande maioria a trabalhadores por conta de outrem – apenas 26 milhões a independentes. Cada acidente custa em média 1535 euros, valor que tem vindo a subir, do mesmo modo que os acidentes têm decrescido.

Entre as várias causas de acidentes, contam-se as quedas – responsáveis por mais de 40 por cento dos casos. As doenças músculo-esqueléticas são as mais incapacitantes.

Cruzando os dados das companhias de seguros e da Autoridade para as Condições do Trabalho, há discrepâncias decorrentes de nem todos os acidentes serem de notificação obrigatória. Mas na liderança não há dúvidas: o esforço excessivo e o mau posicionamento no trabalho são, ano após ano, responsáveis pela maioria dos danos profissionais.

Outro problema frequente é a surdez causada pelos níveis de ruído elevados, segunda doença mais participada ao centro nacional de protecção contra os riscos profissionais. As dez principais causas de acidentes têm variado ligeiramente na última década, mas as quedas têm um lugar de destaque tanto na Europa como nos Estados Unidos. Reacções a produtos químicos e biológicos estão no quarto lugar da lista, seguindo-se acidentes rodoviários em trabalho.

Um acidente de trabalho tem um custo social três vezes superior ao directamente reportado pelas empresas e companhias de seguros, pelo que é melhor remediar que fazer face aos custos. A importância em termos humanos do investimento em prevenção tem um retorno financeiro inequívoco – a segurança não pode ser olhada como um encargo adicional ou um luxo.

É por estas e por outras que não deve deixar de ter um seguro de acidentes pessoais.

Article Source

Sobre o autor: Presto consultoria em várias áreas laborais, nomeadamente em Higiene e Segurança no Trabalho.


Artigos Relacionados com a categoria "outros seguros"

Fechar
E-mail It