Quatro dicas para poupar nos seguros

O mercado das seguradoras disparou em número de empresas nos últimos anos, muito graças ao “fenómeno” daquelas que operam exclusivamente via internet e telefone. Este sector particular não só cresceu a “olhos vistos”, como deu um impulso significativo à concorrência, pois conseguem apresentar preços mais reduzidos, visto que têm menos custos do que uma entidade com balcões físicos e estruturas mais complexas.

A nova “rivalidade” saudável acarreta óbvias vantagens para os clientes, que podem agora beneficiar de valores de seguro mais em conta do que há alguns anos atrás. A quantia a liquidar pelo prémio deste baixou, e com uma “simples” pesquisa é possível obter o melhor serviço pelo preço mais imbatível. No entanto, para que esta tarefa seja (ainda mais) facilitada, seguem-se quatro passos a realizar para alcançar o sucesso na prospecção do mercado, em busca da proposta mais vantajosa.

– Peça informações, junto dos balcões das seguradoras, sobre quais os factores que mais influenciam os valores da apólice. Não se importe de perder algum tempo e mostrar-se interessado em adquirir um dos seguros dessa empresa, pois desta forma quem o atender fá-lo-á com maior dedicação, explicando-lhe tudo ao pormenor. Tire partido desta atitude e fique a conhecer o que causa as maiores oscilações nos preços;

– Antes de assinar o contrato, pesquise muito bem todas as alternativas de mercado. Concretize esta tarefa com o máximo de antecedência possível, avaliando todas as propostas e mais algumas. Faça simulações em diversas seguradoras, alterando os critérios e coberturas, anotando as importâncias que cada empresa apresenta para um determinado serviço, analisando posteriormente os resultados de forma comparativa. Assim, conseguirá saber exactamente que entidade oferece a apólice que mais corresponde às necessidades que procura satisfazer, agradando à sua carteira;

– Esteja sempre atento às promoções que vão surgindo ao longo do tempo. Se houver alguma que seja realmente vantajosa, pese os prós e contras desta com outras alternativas que tenha, examinando qual é a melhor. Este gesto não deve ser feito apenas no momento precedente à aquisição do seguro, mas durante a vigência daquele que contratar. A procura do serviço melhor é uma tarefa contínua e não somente pontual e a realizada no início;

– Se pretende pagar o menos possível por uma apólice, escolha o plano de pagamento anual e não as mensalidades. Embora seja um esforço mais suave liquidar uma pequena quantia a cada 30 dias, no final do ano, o seguro vai sair-lhe substancialmente mais caro. Há empresas que apresentam oscilações de meros pontos percentuais e, neste caso, vale a pena considerar. No entanto, a maioria tem números completamente díspares, pelo que se deve informar do valor a pagar se escolher o módulo anual e mensal, verificando qual dos dois se enquadra melhor nas suas possibilidades económicas.

Quando se está à procura do seguro mais indicado, não se está a falar obrigatoriamente daquele que sai mais barato. É necessário adquirir o mais acessível para o nosso bolso, claro, mas essencialmente decidir-se pelo que apresente a melhor relação qualidade/preço. Existem ocasiões em que ambas as características combinam na perfeição, mas outras há em que o preço mais reduzido induz em erro e acabará por sair demasiado caro. Por isso, pese bem todos os pratos da balança antes da deliberação final, não descurando o factor económico, mas também não o tomando como o único a considerar para a escolha final.

Article Source

Sobre o autor:


Artigos Relacionados com a categoria "Saber poupar"

Fechar
E-mail It