TAEG máxima para cada tipo de crédito ao consumo

Desde Janeiro de 2010 que o Banco de Portugal estabeleceu limites para a TAEG máxima que as instituições podem praticar em cada tipo de crédito ao consumo, no entanto, algumas instituições de crédito não têm cumprido.

Os Bancos e as instituições alegam que não têm transgredido, pois segundo eles, as taxas são “teóricas” e nenhum crédito é aprovado naquelas condições.

Segundo um relatório do Banco de Portugal (Novembro, 2010)  nos contratos assinados em 2010, 10% foram ilegais, porque excediam as taxas máximas fixadas.

Apesar de as entidades terem a obrigação de emendar os contratos e de demonstrar estas emendas ao supervisor, nada é dito quanto à obrigatoriedade de devolução dos impostos cobrados excessivamente aos titulares.

Para todos aqueles que pretendem contrair um empréstimo ou que já contraíram, devem certificar-se de que a TAEG não ultrapassa a máxima para o trimestre. Se foi superior, devem queixar-se no portal do cliente bancário (http://clientebancario.bportugal.pt), exigindo a aplicação da taxa máxima para o período e a devolução do que pagou em excesso.

Article Source

Sobre o autor: Eu sou o LNeves, e escrevo em dois blogs - tudo sobre crédito e crédito pessoal online- artigos relacionados com crédito, com informações sobre tudo o que está relacionado com o mesmo, tal como sobre-endividamento, taeg, spreads, prazos, melhores praticas, etc.


Deixe o seu comentário!

Artigos Relacionados com a categoria "Crédito"

Fechar
E-mail It